requeijão de inhame

não. não é loucura. não é ruim. não faz essa cara feia!

eu sei que pra quem não é vegano, se imaginar sem queijo é quase torturante. e quando você sugere uma pastinha cuja base é um inhame, eu vejo muitas caras se contorcendo e falando NEMMMM A PAUUUU hahahaha

pois bem, vejam a imagem dessa belezinha. me diz se não parece um requeijão. dá uma chance e vamo pra receita?

img_8760

ingredientes:

  • dois inhames
  • suco de um limão
  • uma colher de sopa de azeite (se quiser pôr mais gordura, manda ver e colocar duas)
  • sal e pimenta a gosto
  • orégano a gosto
  • água, pra amolecer, aos poucos

como fazer:

  • cozinhe os inhames na água até que eles fiquem bemmmm molinhos. com casca e tudo – só lava ele bem antes. depois de cozidos, a casca sai bem mais fácil.
    corte em pedaços grandes, pra caber no mixer / processador / liquidificador, inclui o suco de um limão, uma colher de sopa de azeite, sal, pimenta, orégano e duas colheres de sopa de água. bata para sentir a consistência. se ficar muito duro, pode adicionar mais uma colher de água. também é nessa hora que você pode provar e ver se tá bom o tempero.

fica uma delícia pra comer com torradinhas, tapioca ou até pra servir como molho pra algumas comidas. penso nesse requeijão como um recheio de kibe também. deve ficar delícia!

img_8761

toda orgulhosa!

Anúncios

reeses veganos

na busca por um doce vegano que, de fato, fizesse meus olhos virarem, revirei toda a internet e achei várias opções interessantes. comecei por essa que, na verdade, é um chocolate 100% vegano, ridículo de fazer, com pouquíssimos ingredientes e eu tinha todos em casa.

daí, no que fiz a base do chocolate, pensei no quão incrível ficaria se, ali no meio dele, tivesse um creme de amendoim. fui na rua, comprei o amendoim e voltei pra casa pra realizar esse sonho hahaha

ingredientes:

pro chocolate:

  • uma xícara de cacau em pó 100%
  • meia xícara de açúcar mascavo
  • duas colheres de óleo de coco sem sabor

pra pasta de amendoim:

  • amendoim torrado, sem casca e sem sal.
  • açúcar mascavo

como fazer:

  • só misturar tudo, até virar uma pastinha.
  • coloca numa forminha e leva pra geladeira. em 15 minutos já tá pronto pra desenformar e comer.
  • pra fazer a pasta de amedoim, coloca os amendoins numa travessa e leva pro forno médio por uns 10 minutos.
  • depois que sair do forno, os amendoins vão direto pro processador. você pode ou não colocar o açúcar. eu boto bem pouquinho. aí deixa ele lá processando por um tempinho. ele vira uma farofa, depois uma manteiga dura e, uns 15 ou 20 minutos depois, vira uma pastinha bem cremosa.
  • pra montar o reeses, coloca um pouco do chocolate na forminha e leva pro congelador por cinco minutos. tira de lá, colocar uma camada da pasta de amendoim, volta pro congelador por mais cinco minutos, tira e cobre com o chocolate. deixa na geladeira mais uns 10 minutos e já pode desenformar e comer.

img_8475

é gostoso e ainda sai bem na foto.

leite vegetal de amêndoas

desde quando não era vegana, nunca fui fã de leite. achava o gosto mega sem graça, me fazia zero falta e não fazia sentido nenhum tomar ele puro, sozinho.

aí foi só virar vegana pra sentir falta de cappuccino, bolos, brigadeiros etc hahahaha enfim, nunca dei valor por leito puro, mas ele misturado com outras coisas sempre fez parte da minha rotina alimentar. principalmente nas receitas doces.

daí resolvi testar e fazer meu próprio leite de amêndoas. e amei! eu já fiz duas vezes e, na segunda, coloquei mais água. pro meu paladar, o mais denso (tipo numa consistência um pouco mais fluida que leite de coco de vidrinho) é mais gostoso. tomei uma jarrinha inteira pura, praticamente. só usei pra misturar com café e canela.

ingredientes:

  • 100 gramas de amêndoas
  • duas xícaras de água (deixa ele numa consistência média)
  • só isso!

como fazer:

  • pra começar, você precisa deixar as amêndoas de molho. eu deixo de um dia pro outro. ou deixo de manhã e faço a noite.
  • depois dessas horas de molho, você joga a água fora, lava as amêndoas e agora você tem umas opções. ou você descasca elas ou manda ver com casca e tudo. eu acho que vale descascar, fazendo uma meditaçãozinha, pensando na vida… porque ai depois você consegue fazer uma ricotinha com o que não for virar leite.
  • descascou (ou não)? agora, coloca elas num liquidificador, junta a água, bate e veja a mágica acontecer. deixa batendo um minutinho só que já tá bom.
  • aí você vai precisar escorrer o leite num saquinho ou pano bemmmm fininho. apertar pra sair bem todo o líquido. e pronto! seu leite já tá pronto pra beber ou ir pra alguma receita.

bota numa garrafa bonitinha, tira foto e manda pra família morrer de orgulho!

img_7776

com o resíduo que sobra do leite dentro do saquinho, você pode fazer uma ricota, como eu fiz. é só botar um azeite, sal, pimenta e um orégano. mexe e pronto. te recomendo comer essa ricota com uma torrada, mostarda dijon e abacate no café da manhã.

img_7775

o mesmo processo vale pra quando você fizer um leite de castanhas, coco ou aveia. ainda não fiz nenhum desses, mas quando fizer, boto por aqui também 😉

hole que tal

olá!

eu sou a laura!

img_7866

é engraçado como as coisas acontecem por acaso, né? tipo, você tava por aí pela vida da internet veio parar aqui nesse post e agora a gente tá se conhecendo.

o acaso sempre me acompanhou a vida inteira. são quase 31 anos de nenhum planejamento de vida, ela foi simplesmente acontecendo. e eu não tenho do que reclamar. tenho uma vida boa. cheia dos boletos pra pagar, mas bem plena.

daí tava vivendo minha vida ao acaso como sempre e, em março de 2017 fui impactada por notícias ruins sobre empresas da agropecuária brasileira que estavam envolvidas em escândalos políticos e, também, de que seus produtos – que eu consumia uma vez por semana, pelo menos – não eram lá assim tão de qualidade como eles falavam. como eu disse, eu não consumia todos os dias. não era tão apaixonada por carne assim. então resolvi cortar da minha vida. deixei só uma brexa pros peixes, porque esses sim, eu amava muito o sabor.

e assim segui minha vida, por um ano e meio, sendo “peixetariana”. e tava tudo bem.

daí, o acaso começou a me mostrar matérias e videos sobre como o meio ambiente sofre com toda a indústria da carne. mais do que qualidade duvidosa, o que ficava de legado pro meio ambiente era zero duvidoso, é fato. é destruição. é conta que não fecha.

então resolvi abolir todos os tipos de alimentos que vem do mundo animal da minha vida. por um mês. pra ver no que ia dar.

e veja só você o que o acaso tava reservado pra mim nesse um mês:

  • uma paixão que foi potencializada: a de cozinhar
  • um energia nunca antes vista nesses quase 31 anos
  • uma motivação pra descobrir novos alimentos
  • uma vontade louca de compartilhar tudo que eu aprendo
  • o estilo de vida mais saudável que eu já tive na vida

hoje o teste de um mês, já tá em dois meses e meio e não é mais um teste. é esse novo estilo de vida que eu quero pra mim e faço muita questão de compartilhar. por isso tô aqui.

o veganismo é um eterno aprendizado e, por isso, a troca é super necessária. tô aqui pra compartilhar, mas pra pegar dicas também.

vamo nessa?